Dicas de Português: Macete para o Uso dos Porquês

Muitas pessoas se confundem com o uso dos porquês, afinal cada um deles tem uma função e um sentido diferente dentro de uma frase, por isso é tão dificil de empregar essa palavra. Por isso trouxemos algumas Dicas de Português: Macete para o Uso dos Porquês para quem ainda tem dúvidas e deseja aprender, afinal os porquês sempre caem em perguntas de concursos e muitos acabam errando por falta de conhecimento pelo uso correto da palavra, afinal a lingua portuguesa é repleta de palavras que são escritas de formas diferentes, porém emitem o mesmo som.

Macete para o Uso dos Porquês

Macete para o Uso dos Porquês

Primeiro é preciso saber que existem quatro tipos de porqueês na lingua portuguesa e cada um deles é usado de uma forma diferente. Quando se trata de falar, é muito mais dificil de confundir, afinal, independente da forma como eles são escritos, quando se trata da pronuncia, não há nenhuma diferença, por isso surgem as dúvidas que ocasionam os erros em relação a escrita dos porquês.

Normalmente aprendemos na escola de um jeito mais dificil, com explicações cheias de exemplos e que acabam confundido um pouco, por isso é muito mais fácil ir direto ao ponto e explicar com palavras mais simples e que possam ser memorizadas sem frescura e com facilidade. Porém existem alguns macetes que ajudam a identificar a forma correta de utilizar os porquês de um jeito mais simples e prático e é sobre eles que vamos falar. Confira algumas dicas muito importantes e fáceis de memorizar em relação ao uso dos porquês que podem servir como excelentes macetes:

Dicas de Português

  • Por que
    Usamos no início de uma pergunta.
    Ex.: Por que você não veio na aula? / Por que você não leu a revista?
  • Por quê
    Usamos no final de uma pergunta.
    Ex.: Não vieste a aula por quê? / Você foi embora por quê?
  • Porque
    Usamos quando vamos responder/explicar algo.
    Ex.: Não vim à aula porque estava doente. / Eu estou perguntando isto, porque eu não sei.
  • Porquê
    Quando for substituível pelas palavras: motivo, razão, causa. (Ou outras palavras de mesma carga semântica.)
    Ex.:  Não entendi o porquê de você não ter vindo à aula. / Eu quero saber o porquê das coisas.

Dicas de Português porquês

Lembrado que esses são apenas alguns macetes que podem ajudar quando você tiver dúvidas de como usar os porquês na hora da escrita e claro, quando se deparar com uma questão de concurso que solicite a resposta correta para o uso dos porquês, será mais simples. Com essas dicas torna-se mais simples de perceber a diferença entre os porquês e como empregá-los dentro de uma frase. Estude os macetes que trouxemos e com eles você irá conseguir identificar os tipos de porquês dentro de uma frase e escrevê-los corretamente.